Investigação Documental

O processo de investigação documental e de sistematização das evidências históricas e geográficas que permitam atribuir uma vinculação credível ao Caminho Marítimo de Santiago será sempre complexa, não só pela escassez de informação documental mas também pela ausência de uma cronologia de relatos rica e fidedigna.

 ​

Nesse processo podemos assumir a constatação de que, apesar dos perigos de naufrágio, pestes e ataque de piratas, no período medieval, o meio mais seguro para chegar a Santiago, seria por via marítima, atendendo ao tempo necessário, à dureza e aos perigos encontrados nos caminhos terrestres.​

Partindo de um modelo de base territorial e enquadrando a premissa de que, aquando da passagem da Barca por terras da Lusitânia, no dealbar do primeiro milénio, ela teria como fundo de suporte os portos romanos existentes, detalha-se a seguir uma matriz descritiva e cartográfica sobre os portos que devem ser reconhecidos como Portos do Caminho de Santiago em Portugal. ​

Patrocinador

Parceiros e Apoios

Media Partner

Official Travel Partner

Design sem nome (10) (1).png

Apoio

alto-patrocinio-presidencia-republica.png

© UPSTREAM 2021 - All rights reserved